Futsal de Primeira

Futsal BR: Profissionais do futsal fazem um balanço sobre o 1º Brasileiro de Seleções de Ligas

06 de junho de 2019 às 09:13:05


Chegou ao fim, no último sábado (1º), o primeiro Campeonato Brasileiro de Seleções de Ligas. Com sede em Seara (SC), a competição contou com as participações de sete seleções de ligas: Amazonas, Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

O torneio também reuniu jovens promessas e craques experientes como os goleiros Leo Oliveira (LGF), Pezão (LPF) e Maizena (LCF), além dos atletas Marcelo Paulista e Gafanha (LPF), Issamu (Liga Paranaense) e Jonathan (LGF).

Após 23 jogos disputados, o título ficou com a seleção anfitriã, a qual recebeu no Ginásio ‘Carecão’, a seleção da LGF (Liga Gaúcha de Futsal), e diante um ótimo público, venceu o clássico pela contagem de 3 x 0, com gols de Rafinha (2) e Maizena – eleito o craque da competição.

Entrando para a história

O Primeiro Campeonato Brasileiro de Seleções de Ligas atingiu marcas que certamente vão ficar para a história.

Primeiro jogo: Seleção da Liga Paulista 6 x 0 Seleção da Liga Amazonense

Primeiro gol: Gafanha (LPF)

Primeira grande defesa: Pezão (LPF) – LPF X Liga Amazonense

Primeira goleada: Liga Gaúcha 13 x 1 Liga Amazonense

Primeiro artilheiro: Perin (LGF) – oito gols.

Craque da competição: Maizena (LCF)

A Liga Paulista de Futsal, em nome do Presidente Laércio Graça, agradece imensamente as cidades, que gentilmente cederam seus atletas e demais profissionais para a competição:

Araraquara, Barueri, Bauru, Botucatu, Campinas, Guaratinguetá, Mogi das Cruzes, Taubaté, além de São Caetano do Sul, pela concessão do Ginásio Joaquim Cambaúva Rabello. Os agradecimentos também se estendem aos amigos e parceiros de Seara, os quais não mediram esforços para darem o suporte necessário à todas as delegações.

Os treinadores:

Jabá (LPF)

“Experiência única que levarei para o resto da minha carreira e serei eternamente grato à LPF pela oportunidade em poder acompanhar de perto, o trabalho de outros Estados e como eles pensam o jogo. Tudo isso foi muito importante para meu crescimento profissional, além de me proporcionar conhecer grandes profissionais do Brasil.   Também quero agradecer ao Pulo do Gato Futsal por confiar no meu trabalho e dar toda estrutura para que eu possa desenvolver o que penso sobre Futsal. Acredito que futuramente terei outra oportunidade de voltar a comandar a seleção da LPF,  basta eu seguir sendo fiel ao que acredito ser o certo!

Desde comissão técnica à equipe de apoio e jogadores, tivemos um grupo muito comprometido em deixar marcado essa passagem pelo primeiro Brasileiro de Ligas.  Acredito que conseguimos deixar nossa marca e estilo de jogo. Atletas atentos à todas informações passadas pela comissão e conseguiram, mesmo com dois treinos, assimilar as situações que pedíamos.  No decorrer da competição fomos ajustando algumas coisas e fazer ótimas partidas. Foram jogos decididos nos detalhes e que nos deixaram fora da decisão. Foram comprometidos do começo ao fim da competição, com muito empenho e dedicação a tudo que estava estabelecido.  Fica aqui minha gratidão a todos!”

Leandrinho (LPF)

“A equipe foi bem. A gente pecou em alguns detalhes, o que é normal, pelo pouco tempo de trabalho. O pessoal se reuniu rapidamente e fizemos apenas dois treinos e já fomos para os jogos, que foram difíceis e decisivos. A equipe gaúcha teve um tempo maior de treino, a seleção catarinense, quando chegamos lá, também já estava treinando. Mas num contexto geral, fomos muito bem, e dentro das nossas dificuldades, que encontramos em algumas partidas, conseguimos fazer frente, e como disse, foi no detalhe mesmo que não conseguimos ficar com o título. Mas foi o primeiro passo e saio feliz com todos, que foram muito comprometidos, muito aguerridos e representaram muito bem o nosso Estado”.

Lewis (LCF)

“Sobre a nossa equipe como falei antes, foi se construindo até o último dia, restando dois dias para gente iniciar os preparativos na cidade de Seara, a gente estava convocando atletas ainda, devido às dispensas e falta de comprometimento de alguns atletas que desistiram na última hora, a gente fez o que podia:, organizamos o grupo E a gente tem que valorizar o que os atletas fizeram o melhor em quadra.

A nossa liga hoje não é 100% profissional, então nós temos a maioria das equipes em que os atletas trabalham em outras funções e treinam geralmente uma vez por dia, ao contrário de outras ligas, como a Paulista, Gaúcha, Paranaense que ainda conseguem manter uma rotina de atletas sendo extremamente profissionais, unicamamente profissionais.

Então, além disso dessa superação, o grupo se fechou, sabia que teriam dificuldades de que a gente estaria numa inferioridade, principalmente na questão de treinamento de preparação física e toda isso que envolve o jogo, mas com muita união o pessoal ficou bem fechado, bem concentrado e fez o que a gente traçou como meta e não só eu, mas toda a comissão, o tio Nanas que é o meu auxiliar, Gelson o outro auxiliar, Wellington que era o supervisor, que também é treinador, então graças as muitas cabeças pensando junto a gente conseguiu definir estratégias boas e tivemos sucesso, então, o mérito é todo dos atletas, pela forma como eles encararam o processo e pela entrega que eles depositaram nesses dias”.

Gelson (LCF)

“Foi uma satisfação muito grande, era uma competição que seria fundamental para o nosso crescimento. Espero que após esta competição, consigamos aumentar ainda mais o respaldo de nossa liga, perante o futsal nacional. Foi uma competição de alto nível, em que tivemos grandes equipes, jogadores de qualidade, treinadores com um conhecimento enorme, e isso fez com que o campeonato fosse de um grande nível. Parabéns à todas as equipes que participaram. Eu vi equipes de pouca expressão, mas que vieram para um aprendizado e acho que conseguiram.

E também, vimos a evolução de muitas equipes, que chegaram desacreditas, foram crescendo e aumentando seus níveis técnico e tático, além de um crescimento individual dos atletas, e isso fez com que esses atletas tivessem convites de outras equipes, tanto de Santa Catarina, como do Paraná, do Rio Grande do Sul e de São Paulo também.

No geral, este Brasileiro de Seleções de Ligas também serviu para divulgar o trabalho das Ligas em todo o país, que vem aumentando cada vez mais e surgindo novos jogadores. Esperamos que tenhamos outras competições deste nível, que todos os Estados possam abraçar esta causa, para que tenhamos uma Liga Nacional forte. Agradecemos a todas as seleções pela participação, e à LPF, por ter divulgado muito bem a competição, através dos jogos ao vivo pela TV”.

Quanto à minha seleção, fizemos uma grande campanha. as equipes de São Paulo e do Paraná fizeram bons jogos na disputa de terceiro lugar, e no futsal, duas equipes chegam na final, mas uma fica com o título. Pela campanha que a seleção gaúcha fez na competição, merecia ficar com título, mas estudamos a seleção adversária, tivemos melhor êxito e conseguimos neutralizar as jogadas. Tenho certeza que o primeiro passo foi enorme para que a gente se concretize a nível nacional”.

Vandré de Souza (LGF)

“Muito honrado de ter participado desse primeiro Campeonato Brasileiro de Seleções de Ligas, no qual a organização foi perfeita e com um nível muito bom das equipes. Como treinador, uma experiência grandiosa pela troca de ideias e análises técnicas e táticas de outros centros da modalidade. Mesmo não saindo com o título acho que o maior vencedor foi o futsal. Que seja um divisor de águas para o avanço da nossa modalidade.

Em relação à participação da nossa seleção, fizemos uma competição de altíssimo nível em termos de  performance. Tínhamos um grupo comprometido e qualificado, perdemos a final em um jogo em que a seleção de Santa Catarina – com sua proposta – fez por merecer a vitória. Claro que ficamos tristes, porém sabemos que demos o nosso melhor, mas que tínhamos um adversário qualificado, que soube definir o jogo na hora certa.

Só tenho a agradecer a Liga Gaúcha pela confiança no meu trabalho e da nossa comissão técnica. Agradecer muito a todos envolvidos na nossa seleção (atletas, comissão técnica e nosso staff), e por fim parabenizar as Ligas por se preocuparem com o avanço do nosso esporte”.

Bella (LGF)

“Para mim, um destaque: o jogador mais regular que teve, de repente não foi o melhor jogador, paa mim foi Farinha (LGF), o jogador mais regular no campeonato, não digo o melhor, mas pela regularidade.  Foi o maior prazer, porque eu fui representar o meu Estado numa competição na qual o nível é bom, muito bom mesmo. A organização, tudo que envolveu, vocês transmitindo. Então, isso para nós foi um orgulho muito grande, foi uma troca de experiências muito grande de tudo e ficou um grande aprendizado, principalmente disputar como treinador o primeiro campeonato assim a nível nacional, para mim foi de extrema importância.

Eu acredito que a minha equipe poderia ter feito e até saído campeã, mas a gente sabe que perdeu para uma grande equipe, que esteve mais focada no último jogo, eu acredito. Teve a situação casa. Nós acreditamos depois de um balanço, que teve um fator influente, a nossa equipe meio que se abalou, mas isso faz parte do esporte. Nossa equipe foi muito bem. A gente teve 15 dias de preparação e eu acredito que foi triunfo muito bom para gente.

Tivemos que formar quartetos em uma semana, você sabe como é difícil formar, até mesmo em equipe grande, mas num balanço geral grande parabenizamos os meninos, comissão e toda a organização do evento.

Esperamos que eu esteja nas próximas, e se não tiver também estarei apoiando com todo o esforço possível como eu fiz aqui na Liga Gaúcha. Sempre apoiando e junto, principalmente em reuniões para que formassem a Liga e eu acredito que agora não tem mais volta”

Maizena: (Via Facebook)

“Com mais calma e com a sensação de dever cumprido, passando para agradecer a todos que fizeram parte dessa conquista inesquecível. Primeiramente a minha esposa e filha por entenderem a minha ausência nesses 10 dias, a FMEC Pinhalzinho-SC, a Pinhalense Futsal, Saúde Total Academia e meus alunos, vocês fazem parte dessa grande conquista!

E não poderia deixar de agradecer a Família da Seleção Liga Catarinense que formamos nesses dias de grandes lutas para buscarmos um só objetivo que era o de ser Campeões do Primeiro Brasileiro de Seleção de Ligas de Futsal. Agradecimento especial ao grande amigo Jackson Luiz por estar sempre à disposição de todos para deixar 100% para o jogo ou treino.

E ao povo de Seara que nos acolheu, torceu, vibrou e jogou junto em todos os jogos, e a todas crianças, adolescentes espero que tenha deixado a atenção que todos precisavam para seguirem atrás do sonho de ser um grande atleta, enfim muito obrigado, de coração.

Kiko Canale (Prefeito de Seara)

“Não foi apenas Prefeito, mas sim, um grupo de trabalho, Eu sempre digo que uma equipe não ganha nada sozinha. Precisa ter muita união, trabalho, dedicação de todos os envolvidos e também contamos com o apoio da Câmara dos Vereadores.  Quero agradecer e parabenizar a todos pela organização. Nossa cidade sempre foi acolhedora, sempre foi muito humilde, mas muito trabalhadora.

Quando eu retornei à política, eu abreviei tudo em dois lemas: Na verdade, uma palavra e uma frase. É preciso ter um bom atendimento e também temos que ter humanização. Se todos forem humanos e se todos tiverem um bom atendimento, a comunidade cresce, a cidade cresce, e o nosso Brasil cresce.

Eu quero aqui agradecer o trabalho de vocês, que as Ligas cresçam, que sejam exemplo a nível nacional, e que as mudanças ocorram para o bem do esporte. O esporte tira as pessoas das ruas, da ociosidade e das drogas. E é por isso, que invisto no esporte. Muito obrigado”.

Nova entidade:

Um dia antes da abertura oficial dos jogos, Presidentes e representantes de Ligas de Futsal se reuniram na Câmara dos Vereadores de Seara (SC), onde fundaram a ABLF (Associação Brasileira de Ligas de Futsal), entidade superior e responsável por todas as ligas estaduais e gerenciamento de competições regionais e nacionais.

A  ABLF (Associação Brasileira de Ligas de Futsal), ficou assim composta:

Laércio Graça – Presidente

Jorge Roberto Soares Jr – Vice-Presidente Administrativo

Cristiano Angelo Bortolon – Vice-Presidente Financeiro

Jeferson Cristiano Grolli – Vice-Presidente de Competições

Nelson Bavier de Souza – Conselho Fiscal (efetivo)

Waldeir Ferreira da Silva  – Conselho Fiscal (efetivo)

Alexandre Gomes Pacheco –  Conselho Fiscal (suplente)

Paulo Roberto de Oliveira Bromerchenkel – Advogado

Fonte: Futsal em Pauta - Foto: Liga Goiás | Alahna Oliveira (LGF)

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: . . . . FUTSAL NA TV . . . SÁBADO (24) . . . LIGA FUTSAL . . . 13h15 . . . MARRECO x MINAS (SPORTV) . . . . DOMINGO (25) . . . TAÇA BRASIL . . . FINAL . . . 14h00 . . . ATLÂNTICO x ACBF [SPORTV] . . . .