Futsal de Primeira

Futsal Mundo: O grande Movistar Inter está sendo dissolvido

05 de junho de 2020 às 17:08:45


Nove dos jogadores que começaram a temporada não estarão na equipe no próximo ano..

Gadeia já rescindiu e irá para o Kairat antes de assinar pelo Barcelona, livre, em 2021. 

Os problemas econômicos que a Movistar Inter vem arrastando nos últimos tempos foram acompanhados pela crise do COVID-19 para traçar uma imagem sombria para o próximo ano.

A equipe presidida pelo jornalista José María García perderá nove jogadores em relação à equipe que iniciou a campanha (dois deles, Marcel e Solano, saíram em janeiro passado no mercado de inverno para El Pozo Murcia e Jimbee Cartagena, respectivamente).

Além disso, a atmosfera dentro da equipe não é a melhor depois de suas grandes estrelas, Gadeia, voltar do seu país para pedir o acordo de rescisão. O brasileiro jogará na próxima temporada no Kairat Almaty e, em julho de 2021, assinará com o Barça.

No entanto, a caixa de trovão já havia sido aberta por Ricardinho. O seis vezes melhor jogador do planeta reclamou do tratamento da Inter durante o confinamento e o temperou com declarações salariais.

O português explicou que ele havia recebido apenas 3.000 euros, apesar de ter um salário de 50.000, uma circunstância explicada pela ERTE à qual o clube submeteu os seus jogadores, como fizeram muitos outros na Primeira e na Segunda Divisão.

Quase imediatamente, o capitão Carlos Ortiz, expressou de maneira semelhante, embora tenha feito isso sem entrar no aspecto meramente salarial para se concentrar no pessoal.

Nesse sentido, já é sabido que Ricardinho, Carlos Ortiz e outro interista, Humberto, estarão na próxima temporada no ambicioso e arriscado projeto do ACCS francês, sob as ordens de Jesús Velasco, o técnico que manteve o Inter por um período de cinco anos na elite.

Além disso, Tino Pérez também perderá neste verão outros três jogadores importantes: Elisandro (Real San Giussepe, recentemente promovido à categoria italiana mais alta), Marlon (Palma Futsal) e Bebe (Jimbee Cartagena). No total, sete perdas muito importantes que seriam nove se a equipe que iniciou o curso fosse levada em consideração.

Ao mesmo tempo, os de Tino Pérez já foram reforçados para o ano seguinte, no qual eles não terão uma equipe de renome, mas estão muito animados. Entre os nomes que se conhecem até agora, do Barcelona Boyis, Cecilio (Levante), e Eric Martel e Dani Saldise (os últimos dois de Xota). 

Fonte: Zona Técnica Futsal

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .