Futsal de Primeira

Futsal PE: Com parcerias, Sport e Santa Cruz voltam ao futsal adulto de PE

12 de março de 2019 às 17:18:44


Ausentes no último ano das competições estaduais, times tentam reestruturação em 2019; Tricolor e Leão estreiam em 2019 nesta terça-feira, em IV Copa Tronadon

Em Pernambuco são 32 competições oficiais de futsal durante o ano, com 12 categorias, envolvendo milhares de atletas jovens e adultos, comissões técnicas, árbitros, organizadores, patrocinadores e, principalmente, torcedores. Parece uma fórmula extremamente atrativa aos olhos dos clubes, mas que acabou renegada no último ano pelo trio de ferro pernambucano – Náutico, Santa Cruz e Sport.

Em 2019, a categoria adulta tenta reacender a esperança de dias de maior visibilidade no futsal pernambucano. Sem dinheiro para investir e apostando em parcerias, Rubro-negro e Tricolor retomam atividades na modalidade, dominada há temporadas por times do interior e do litoral - Tamandaré é o último campeão pernambucano. O Timbu, por enquanto, tenta se estruturar para o segundo semestre.

O GloboEsporte.com traz um panorama da montagem das equipes do Leão e da Cobra Coral que estreiam nesta terça-feira na IV Copa Tronadon, primeira competição adulta do calendário de futsal do Estado. O Sport encara o Litoral Norte, às 19h30, e o Santa pega o Óleo Futsal, às 21h, ambos no Arrudinha.

 

Time adulto é espelho para base no Sport

A última vez que o Sport foi Campeão Pernambucano Adulto de Futsal foi em 2001. De lá para cá, a corrida do Rubro-Negro pelo título esbarrou em alguns vice-campeonatos, eliminações precoces e outros percalços, fazendo com que o jejum perdure por dezessete anos. Nos últimos três anos, o clube nem sequer montou uma equipe adulta para a disputa dos campeonatos oficiais organizados pela Federação Pernambucana de Futsal.

Neste ano, por iniciativa do técnico Vanildo Neto, que também é coordenador do futsal no clube, e de alguns atletas adultos que já vestiram a camisa do Leão, o Sport montou um time para disputar os campeonatos locais com o objetivo de recriar a categoria no clube. Composto por alguns atletas sub-20 e outros nomes conhecidos da modalidade, o departamento de esportes amadores abriu as portas para a o projeto da equipe.

"Um dos principais objetivos de reativar o adulto foi colocar uma referência aos atletas da base de onde eles podem chegar. Para tanto, hoje contamos com 7 atletas adultos, que também foram atletas da base do clube, e aproximadamente 14 atletas sub-20 compondo o elenco", destacou Neto.

Em decorrência da crise financeira que o clube passa, os atletas adultos serão bancados por patrocínios e rendas externas, fazendo com que a ligação monetária com a instituição seja estreita, através dos pagamentos de taxas de arbitragem e deslocamento para as viagens no interior.

- O clube hoje, através do Diretor de Futsal, Renato Lemos, e do Gestor de Esportes Amadores, Rodolfo, nos dá apoio para buscarmos patrocínio, e é bastante sincero e honesto quanto à nossa situação. Precisamos de recursos para o segundo semestre voltados ao grupo adulto, pois o sub-20 vai voltar a disputar as suas competições em separado e o adulto também.

 

Nomes jovens e medalhões no Santa Cruz

No Santa Cruz, categoria adulta também está confirmada para 2019. Nos mesmos moldes do rival, o tricolor será formado por atletas sub-20 do clube e também por nomes conhecidos no futsal nacional, como os do fixo Renan Pontes e do pivô Pernambuco.

Ausente na última temporada, o Tricolor iniciou os treinos neste ano com o objetivo de dar mais volume de jogos aos jovens da base, uma vez que as finanças do clube impossibilitam o investimento na montagem de um time adulto de fato. Porém, com a passagem do tempo, atletas adultos procuraram o setor de futsal do clube e apresentaram interesse em compor a equipe para as competições estaduais.

"Não temos ajuda de nenhum patrocínio ou parceria para oferecer salários a atletas adultos para atuarem pelo Santa Cruz. Os jogadores que nos procuraram foi porque já me conheciam e queriam ajudar neste projeto que faremos em 2019", destacou o técnico do time tricolor, Chico Rocha.

A tradição do Santa no Futsal já revelou alguns craques, como o atacante Raniel, que hoje atua no Cruzeiro. O clube também atende às categorias de base, começando no sub-7, e o técnico Chico ressaltou a importância da manutenção do adulto para que sirva de inspiração para os atletas mais jovens.

- Ter a categoria adulta inspira a base. É bom eles saberem que têm para onde ir quando forem adultos. Que, tendo o reconhecimento que merece, o atleta poderá fazer carreira no seu próprio Estado.

O último título de Campeão Pernambucano do Santa Cruz foi em 2015, quando o tricolor venceu o Central no Arrudinha, ginásio de esportes amadores do clube.

 

Sem time, Náutico planeja retorno

No Náutico, a situação é diferente dos rivais. O time da Rosa e Silva sequer colocará um representante nos campeonatos adultos presentes no calendário da Federação Pernambucana de Futsal no primeiro semestre. A última participação do Timbu com uma formação genuinamente adulta foi em 2017, ano posterior ao que o clube ficou com o título de campeão pernambucano. As dificuldades encontradas no Alvirrubro em fomentar uma equipe adulta são similares às dos rivais.

"O custo de manter uma equipe adulta é muito alto. É salário de atleta, viagens, alimentação em jogos fora. Apesar do clube oferecer o espaço físico e o material, a parte financeira ainda compromete nossa participação nesta categoria", ponderou o gerente de esportes olímpicos e amadores do clube, Alderico Rigaud.

Perguntado sobre a possibilidade de reativação da categoria, Alderico revelou que o timbu pretende retornar às atividades voltadas ao adulto no segundo semestre, momento em que se inicia o Campeonato Pernambucano.

- Optamos por agrupar recursos neste primeiro semestre para tentar montar uma equipe competitiva para a segunda parte de 2019, quando se inicia a competição mais importante do ano do calendário. Estamos buscando patrocínio e apoio para fomentar a nossa participação, pois sabemos da força do Náutico nos esportes no Estado.

 

Federação avalia peso do Trio de Ferro

Para o presidente da Federação Pernambucana de Futsal, Luiz Cláudio, é de suma importância para o esporte no Estado a participação dos três times nas competições locais.

- O trio de ferro do futebol no Futsal representa uma credibilidade para as competições, principalmente, quando envolvem jogos nos interiores, pois representa casa cheia. Sem falar que estimula mais participação das equipes de base da capital e região metropolitana, pois eles passam a ter um espelho.

A IV Copa Tronadon começou nesta segunda e é a primeira competição oficial do calendário Pernambucano adulto de futsal , com início marcado para o próximo dia 11 de março, seguindo até o dia 26 de março. Para este desafio estão inscritas 13 equipes que disputarão em quatro cidades-sede (Recife, Joaquim Nabuco, João Alfredo e Camocim de São Félix) o título do torneio.

 

Fonte: Sarah Porto - globoesporte.com / Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .