Futsal de Primeira

Futsal SC: A trajetória de quem preserva o futsal Riomafrense

07 de fevereiro de 2019 às 22:32:43


Referência no esporte em Mafra e Rio Negro, Luizinho atua como técnico nas categorias de base e repassa aos atletas o conhecimento dentro e fora das quadras

Chuteira e a camisa com as cores do time que defendia. Não era Luizinho que estava em campo ou em quadra, mas de longe observava o pai, Reinaldo Petreça, quem despertou seu primeiro amor pelo futsal

Sempre ligado ao esporte local, a trajetória do jogador Luiz Eduardo Petreça, iniciou há mais de 20 anos, quando ainda jogava em escolinhas de futsal, mas foi em 1994 que o atleta integrou o time local de futsal, na época ‘Mafra Arisco’. Retornou ao time em 2012, como um dos idealizadores do projeto Mafra Futsal, além de atleta atuou também como supervisor técnico da equipe adulta, entre 2014 e 2016.

Para além de uma paixão, após vestir a camisa de onze times, Luizinho - como é conhecido no meio esportivo - acrescenta junto ao grande currículo, experiências únicas. Lugares, culturas, colegas e principalmente, treinadores diferentes, que auxiliaram no crescimento profissional, tanto como atleta, como técnico - função que exerce atualmente.

“Tive vários tipos de treinadores e a gente tenta ser um pouco de cada. Alguns tinham a parte técnica e tática muito boa, mas não eram motivacionais, acredito que precisamos agregar estas duas partes”, ressalta.

Atualmente como técnico das categorias de base do Mafra Futsal, o ex-jogador leva para crianças e jovens, o conhecimento que está além da vivência dentro de quadra. Assim como em um jogo, o dia-a-dia proporciona ao atleta vitórias e derrotas.

“O que nós queremos no Mafra Futsal não é tornar alguém atleta, primeiro a gente pensa em fazer dessa criança uma pessoa correta, honesta, sincera e isso dentro da quadra conta muito”, destaca Luizinho sobre o projeto.

Não foi apenas o extenso currículo ou os três anos dedicados ao time de Arbat em Moscou na Rússia que possibilitaram que o jogador trouxesse lições particulares, aplicadas agora. Foi a experiência de vida, como alguém que iniciou ainda muito jovem no esporte, sempre com o incentivo da família.

Durante a entrevista, quando questionado sobre possíveis conselhos aos iniciantes do Mafra Futsal para 2019, o recado foi claro:

“Aproveitem esse momento, estudem. Não vale a pena pensar somente no esporte, o estudo vem em primeiro lugar. Lembrem que a vida não está apenas nas quadras”.

Fonte: portalponte.com.br

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .