Futsal de Primeira

Liga Futsal: Especial SporTV Futsal: em 2009, Carlos Barbosa chegou ao tetra da LNF

12 de junho de 2020 às 14:53:38


Comandada por Lavoisier, Rodrigo, Sinoê e Jé, ACBF conquistou o título com vitória na prorrogação em plena Arena Jaraguá. Partida será reprisada neste sábado a partir das 11h

Maior rivalidade do futsal brasileiro na década passada, Carlos Barbosa e Jaraguá protagonizaram uma decisão de Liga Nacional de Futsal (LNF) emocionante em 2009. Após fazer 4 a 2 no primeiro jogo na Serra Gaúcha, a ACBF estava com a mão na taça até que Lenísio marcou 4 a 3 para o Jaraguá nos segundos finais da segunda partida, forçando a prorrogação. No tempo extra, porém, deu Carlos Barbosa (2 a 0), gols do pivô Sinoê e do goleiro Lavoisier.

A partida que rendeu ao time gaúcho o seu tetracampeonato da LNF será o tema do 11° episódio do Especial SporTV Futsal. O duelo ocorrido no dia 2 de novembro de 2009 será reprisado neste sábado, às 11h, no SporTV.

- A temporada de 2009 foi maravilhosa. Ganhamos a Liga Nacional, a Taça Brasil e o Campeonato Gaúcho. Nosso time se superava a cada jogo, a cada momento. Tínhamos muitos jogadores com capacidade de decisão, que iam lá e resolviam os jogos. A gente não tinha nenhuma estrela, mas sobrava determinação de todos para se empenharem - disse Lavoisier.

Campanha consistente

Com uma base formada por Lavoisier, Rodrigo, Daniel Japonês, Leandrinho, Tostão, Sinoê, Flávio e Jé, o Carlos Barbosa fez uma campanha consistente ao longo da temporada. Na primeira fase, a ACBF somou 38 pontos em 18 jogos, terminando atrás apenas do Joinville, líder com 40.

Na segunda fase, com as equipes divididas em dois grupos de seis, o grupo comandado por Paulo Mussalem passou em primeiro na sua chave, com 20 pontos em 10 jogos. No mata-mata, classificações apertadas sobre Marechal Rondon (2 a 2 / 2 a 1) e Florianópolis (2 a 2 / 1 a 0), antes do confronto com o Jaraguá na final.

Do outro lado, a equipe do craque Falcão chegava à decisão após passar por Minas, nas quartas de final, e Umuarama, na semi. O encontro entre Carlos Barbosa e Jaraguá seria uma reedição da final da LNF 2006, vencida pelos gaúchos.

Decisão emocionante

No primeiro jogo, no Centro de Eventos Sérgio Luiz Guerra, na Serra Gaúcha, a ACBF venceu por 4 a 2, gols de Leandrinho, Rodrigo, Sinoê e Jé - Leco e Chico descontaram para os catarinenses. Precisando de um empate para ser campeão, o Carlos Barbosa viveria altas emoções na partida de volta na Arena Jaraguá.

Empurrado por sua torcida, os donos da casa saíram na frente com um gol de Lenísio, cobrando pênalti, aos cinco minutos. Só que Jé empatou aos nove, jogando um balde de água fria na euforia catarinense. Aos 18, Leco recolocou o Jaraguá em vantagem. Pouco depois, Cabreúva aumentou para 3 a 1. No estouro do cronômetro, porém, Sinoê marcou o segundo gol da ACBF, renovando as esperanças para o segundo tempo.

Aos 15 minutos da etapa final, Jé marcou o que poderia ser o gol do título. Poderia, pois Lenísio, a 43 segundos do fim, fez 4 a 3 para o Jaraguá, forçando a prorrogação. No tempo extra, contudo, a equipe gaúcha foi mais eficiente, liquidando a fatura por 2 a 0, gols de Sinoê e Lavoisier, que sacramentou o título com um chute da sua área, aproveitando que o rival atuava com goleiro-linha. Festa gaúcha em solo catarinense.

Fonte: Flávio Dilascio, Renan Wance e Sabrina da Conceição – globoesporte.com

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .