Futsal de Primeira

Liga Futsal: Marcinho sonha conquistar a primeira LNF da história do Tubarão

01 de maio de 2020 às 17:12:14


Catarinense que gosta de pagode, apreciador do churrasco, vascaíno e fã do Edmundo. Eis um misto das preferências de Marcinho, goleiro do Tubarão, nascido em Joinville, Santa Catarina.

Bem longe do interior catarinense, o jogador conheceu o lugar mais bonito entre inúmeros que visitou ao longo da carreira. “Shymbulak, no Cazaquistão. Foi na temporada 2007/2008 quando joguei pelo Kairat e tive a oportunidade de ir nessas montanhas de gelo que é bem conhecida por lá”, recordou.

Enquanto a bola não rola, o goleiro se vira para manter a forma em casa. Para a função específica, o período de ausências das atividades normalmente tem um efeito ainda maior. Mas, por coincidência, quando questionado a recordar o maior jogo da carreira, ele lembra de um quando lançou mão da habilidade com os pés, atuando como mais um homem de linha.

“Final da Taça Brasil 2004 – Malwee x Carlos Barbosa. Ganhamos da grande seleção de Barbosa que tinha acabado de ser campeã mundial, e na Taça Brasil, com uma quadra muito escorregadia, o Ferreti já me colocou com 5min do 1º tempo, quando estávamos perdendo, para poder jogar com vantagem numérica no ataque. E viramos ganhando o jogo por 11 a 9. Foi um jogão.” Recorda.

No currículo do goleiro já está o título da LNF pelo Jaraguá, em 2005. Prestes a voltar a jogar pela quarta vez seguida vestindo a camisa do Tubarão, ele sonha repetir o feito, que seria inédito para o clube catarinense.

“Conquistar um título nacional pelo Tubarão Futsal, pois estou indo para a quarta temporada e sei de como a equipe vem crescendo ano a ano e o sonho de todos que lutam pelo futsal tubaronense desde seu início do projeto”, finalizou.

Iully Ribeiro

Marcinho sonha conquistar a LNF pelo Tubarão

Curiosidades de Marcinho

Cidade que nasceu: Joinville/SC

Lugar mais bonito que visitou: Shymbulak, no Cazaquistão. Foi na temporada 2007/2008 quando joguei pelo Kairat e tive a oportunidade de ir nessas montanhas de gelo que é bem conhecida por lá.

Estilo de música favorita: Samba e pagode. Desde criança escuto esse tipo de música.

Cantora/Banda favorita: Alexandre Pires e Exaltasamba. Músicos das antigas, mas que até hoje estão em evidência.

Comida Favorita: Churrasco em família, domingão com uma maionese. Antigamente minha mãe tinha esse costume, e hoje ainda repetimos.

Um lugar: Casa do pai, meu porto seguro sempre, além de ser minha terra natal

O que faz no tempo livre: Com três filhos em casa, as brincadeiras com eles são as melhores coisas

Jogo para esquecer: Tubarão x Intelli em 2018, dia que estava tudo ruim. Nada deu certo.

Título mais importante que conquistou: Liga Futsal em 2005. Foi o primeiro título nacional do Jaraguá e pude jogar e ajudar na maioria dos jogos pela Malwee, que particularmente se tornou ainda mais importante por poder contribuir.

Ídolo no esporte: Edmundo. Via os jogos dele pelo Vasco em 1997, ganhou praticamente um brasileiro para o meu Vasco da Gama.

Ídolo no futsal: Goleiro Franklin. Quando subi do juvenil para o adulto no Jaraguá, ele era o goleiro do time e da seleção, eu me espelhava muito nele.

Sonhos de Criança: Ser jogador de futebol ou futsal. Esse sonho para quem gosta muito de bola acredito que seja o mesmo, como foi o meu e tive o prazer de poder realizá-lo.

Fonte: João Paulo Fontoura - LNF

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .