Futsal de Primeira

MUNDO: Noia Portus Apostoli sonha alto no Campeonato Espanhol

16 de janeiro de 2023 às 08:50:36


Os jogadores do Noia Portus Apostoli celebram um triunfo no Agustín Mourís

É a sua estreia na Primeira Divisão. Com apenas 14 anos de história, o Noia Portus Apostoli conseguiu no ano passado a promoção à elite, mas na sua época de estreia estão a quebrar todas as expectativas marcadas. A equipa da Corunha, com o triunfo deste sábado frente ao Córdoba Património Mundial, voltou a colocar-se entre os oito primeiros classificados, em posições de Play Off pelo título. O sonho do copeiro escapou no último dia, mas na pequena cidade galega não desistem de nada, sabendo que o primeiro objetivo é a permanência. No momento, o colchão é de seis pontos.

Nesta liga tão equilibrada, nenhuma equipe pode fazer cabalas porque as vantagens, tão rapidamente quanto elas chegam, desaparecem. De fato, Noia Portus Apostoli tem o precedente da primeira rodada: início magnífico até o Dia 5, mas uma única vitória na dezena seguinte, somando muitos empates. Chegaram com opções até à última jornada de jogo da Taça de Espanha, mas a derrota em casa frente ao Industrias Santa Coloma (1-4) frustrou esse sonho. Agora, a equipe de Marlon Velasco decolou novamente com uma vitória contra um rival direto. Porque o objetivo, que ninguém se deixe enganar, é a permanência.

Não poderia ser de outra forma para um estreante que na época passada ascendeu na via rápida, como campeão da Segunda Divisão e com uma vantagem sideral de 18 pontos sobre o segundo classificado. A inércia continua nesta estreia na elite, mas, apesar de a classificação os colocar na luta por objetivos ambiciosos, não deixam de olhar de lado para a zona de despromoção. Atualmente, a margem é de seis pontos. Mas, além disso, os próximos dias parecem fundamentais porque enfrentam equipes imersas nessa luta.

Neste sábado, 21 de janeiro, Noia Portus Apostoli viaja para Valência para enfrentar um Levante UD FS em crise. Precisamente o conjunto Granota ocupa posições de despromoção com 13 pontos, menos seis do que a Corunha. Se vencerem, a distância já seria importante, mas uma vitória local apertaria muito essa luta, na qual há um monte de equipes imersas. O Quesos El Hidalgo Manzanares fecha a classificação com 12 pontos e, apesar da sua má dinâmica, ainda tem a salvação pela frente. Depois de jogar contra o Levante UD FS, receberá na 18.ª jornada outra equipa imersa nessas lutas, o Ribera Navarra FS. A partir daí, os cruzamentos chegarão contra El Pozo Murcia Costa Cálida e Viña Albali Valdepeñas, que têm gols mais ambiciosos, mas com os quais marcaram na primeira rodada.

As estatísticas dizem que, nas últimas temporadas, a salvação está entre 21 e 26 pontos. Com exceção dos dois anos marcados pela pandemia (2019/20 e 2020/21), a primeira equipa a ser salva fê-lo com essa pontuação. Na temporada passada, o Real Betis Futsal teve que sair para ficar na Primera até 26, enquanto o Sala 10 Zaragoza foi rebaixado com 24. Parece que nesta temporada esses números também estarão por aí, porque Córdoba Patrimônio Mundial atualmente marca a permanência com 14 e ainda há quase toda a segunda rodada a ser jogada. Além disso, com a condição de que desta vez não haja time fora do gancho. Recorde-se que no ano passado a Burela FS desceu com vários dias de antecedência.

Contando com esses números, os pupilos de Marlon Velasco estariam a apenas sete pontos da permanência com 14 dias pela frente. Power Raggiati já avisou no final da partida contra o Córdoba que o gol não é o Play Off pelo título: "Nosso objetivo é tão simples quanto nos salvar. Temos que conseguir todos os pontos possíveis. Se quando o último dia chegar, tivermos opções, vamos lutar e sonhar."

E as opções para se manter entre os oito primeiros passam, acima de tudo, para melhorar seus números em casa. O Agustín Mourís foi um feudo inexpugnável na época da promoção, mas neste campo só venceu dois jogos em casa, o segundo deles no passado sábado. De qualquer forma, os adeptos são derrubados com uma equipa que os está a fazer sonhar e que tem um plantel tremendamente equilibrado em todas as demarcações: o jovem Henrique debaixo das varas; Power, Marcelo e Machado na posição de encerramento; Edu Jabá, Lluc ou Altamariano nas asas; e Bruno Gomes como principal referência ofensiva. O pivô brasileiro é o artilheiro da equipe com 10 gols, seguido por seu compatriota Edu Jabá, com 8. Todo um arsenal defensivo e ofensivo para Marlon Velasco.

Fonte: Assessoria LNFS

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: Final do Torneio de Verão de Rio do Sul . . . Bonfort 7 x 2 Taió . . . Bonfort Futsal campeão