Futsal de Primeira

MUNDO: Primeiro confronto das finais termina com vitória do Sporting diante do Braga

09 de junho de 2024 às 07:53:39


Que jogo fantástico e de loucos, assim foi o jogo 1 da final do play-off da Liga Placard.

O Sporting está em vantagem, depois de vencer, por 8-4, o SC Braga, que demonstrou o porquê de ter vencido o Benfica na final e de já ter vencido a Taça de Portugal.

Apenas 40 segundos de jogo e já estavam apontados dois golos, um para cada lado. Os minhotos começaram a partida a vencer, com um chapéu de Allan Guilherme ao guarda-redes leonino, Henrique Rafagnin, que rematou à baliza do SC Braga, a bola sobrou para Allan e este não se fez rogado. Os leões responderam imediatamente com golo de Tomás Paçó.

A meio da primeira parte, os gverreiros do Minho voltaram a aproveitar os erros individuais da turma verde e branca. Primeiro, Tomás Paço (10) fez um autogolo, depois de uma reposição lateral ofensiva de Rafael Henmi, Fábio Cecílio aos 13', ganhou a bola a Taynan e fez o 1-3, logo a seguir, Nuno Dias, técnico leonino, solicitou a pausa técnica a pedir aos jogadores para «pararem de errar.»

No reatamento do jogo, a turma verde e braca restabeleceu a igualdade com os golos de Anton Sokolov (16), depois de ter feito 3 remates e de Dudu ter conseguido defender 2,  Zicky Té aos 18 rematou e Dudu, parece muito mal batido, mas estava feito o 3-3.

Até ao apito final da primeira parte, as equipas não pararam de fazer balançar as redes contrárias. Aos 19 minutos, Tomás Paçó adormeceu em zona proibida e permitiu o corte de Allan Guilherme, com a bola a sobrar para Tiago Sousa, que rematou sem hipóteses para o guarda-redes da turma verde e branca, no lance seguinte, Zicky Té combinou com Pauleta, com este último a restabelecer a iguldade ainda antes do intervalo, 4-4.

No regresso dos balneários, Alex Merlim (22) colocou o Sporting pela primeira vez em vantagem no marcador. Os leões a partir daqui não mais saíram do comando do marcador, e o resultado foi-se avolumando.

O sexto golo, foi apontando por Tomás Paçó (26), após excelente combinação com Zicky Té e os leões colocaram a diferença em três golos, fruto do hattrick de Tomás Paçó (35). A aposta no 5x4 por parte dos minhotos não teve o efeito pretendido e o Sporting dilatou ainda mais o resultado, com Pany Varela (37) a rematar para baliza deserta, fazendo o 8-4 final.

Fonte: Zona técnica Futsal

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .