Futsal de Primeira

MUNDO: Sporting garante vaga na decisão da Liga de Portugal

04 de junho de 2024 às 17:14:30


Sporting fará a final contra o Braga

A equipe principal de futsal do Sporting Clube de Portugal garantiu, nesta quinta-feira, a final do Campeonato Nacional, depois de vencer o CR Leões de Porto Salvo no segundo jogo das meias-finais por 5-3.

Os comandados de Nuno Dias já tinham vencido no primeiro encontro (3-4) e com este segundo triunfo deram por fechada a eliminatória em dois jogos. No Pavilhão João Rocha, a partida foi intensa do início ao fim e muito nivelada, decidindo-se apenas nos segundos finais. O CR Leões de Porto Salvo já tinha mostrado no primeiro jogo a vontade de fazer frente ao Sporting CP e voltou a fazê-lo.

A mostrar ao que vinha desde o primeiro minuto, a equipa visitante foi a primeira a criar perigo, obrigando Henrique a uma defesa apertada, mas a resposta verde e branca não tardou muito, através de Taynan, com o jogo a fazer-se assim.

Oportunidades à vez com o Sporting CP, à terceira e já depois da primeira bola ao ferro, a chegar ao golo: Zicky Té recuperou, tirou um adversário do caminho e abriu o marcador, aos quatro minutos de jogo.

Sporting CP na frente, com o CR Leões de Porto Salvo a responder assim que pôde, mas Mamadú Ture atirou à barra. Pouco depois, também Alex Merlim atirou ao ferro, mantendo-se assim o 1-0.

Só aos 15 minutos é que voltou a haver golo e foi para a formação visitante, com um grande golo de Rodrigo Hiroshi, que deixou o encontro empatado.

Os Leões foram, por isso, à procura de nova vantagem, mas iam esbarrando em André Correia, que fez uma série de boas intervenções. Ainda assim, ao cair do pano da primeira metade, Zicky Té, assistido por Tomás Paçó, voltou a marcar.

2-1 a segundos do intervalo, com o Sporting CP a ir em vantagem, mas com a certeza de que ainda havia muito trabalho pela frente. E houve!

Os Leões entraram bem, e uma tabelinha entre Diogo Santos e Zicky Té deu a ilusão do 3-1, mas o CR Leões de Porto Salvo continuou muito organizado defensivamente e a sair para o ataque sempre que possível e deu a volta ao marcador em três minutos.

Assim, o Sporting CP viu-se em desvantagem pela primeira vez e, com pouco mais de 10 minutos para jogar, teve de correr atrás do prejuízo. Fruto disso, sucederam-se oportunidades de golo – até de Henrique –, mas a defesa visitante foi sabendo aliviar e quando não o conseguiu André Correia foi fechando a baliza.

Com o tempo a correr, e só com três minutos para jogar, Nuno Dias apostou – acertadamente – no 5×4. Tomás Paçó assumiu-se como o goleiro-linha e o empate surgiu pouco depois, pelos pés do próprio, num remate de longe que ainda sofreu um desvio.

Menos de dois minutos para jogar e o 4-3 logo a seguir por Henrique. O guardião Leonino já tinha tentado anteriormente e, ao aproveitar uma defesa incompleta de André Correia, não falhou. O lance ainda mereceu a avaliação do VAR e foi validado.

Fazia-se assim a festa, ainda que houvesse mais um (longo) minuto para jogar, mas Henrique não meteu travão nela. O guarda-redes verde e branco fez duas defesas decisivas e, na sequência da segunda, fez o 5-3 de baliza a baliza, que sentenciou o marcador. Feito o que lhes competia, e em dois jogos, como era ambição, os Leões esperam agora por conhecer o adversário na final, mas as datas já estão definidas. O Campeão Nacional será conhecido à melhor de cinco jogos, com o primeiro jogo a disputar-se no Pavilhão João Rocha no dia 8 de Junho.

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .