Futsal de Primeira

MUNDO: Sporting vence a 9ª Taça de Portugal num jogo com 7 gols

21 de maio de 2022 às 21:01:25


Mais uma final, mais um dérbi. Tem sido recorrente nos últimos anos. Como sempre, esperava-se um excelente jogo, com muita emoção e golos, uma vez que nos últimos 5 dérbis, tinha havido sempre pelo menos cinco golos em cada jogo.

O Sporting entrou melhor, com um golo logo aos 9 segundos, depois de uma má saída do pontapé inicial do Benfica a resultar num 3x2 dos leões e Tomás Paçó a fazer um excelente golo, colocando a sua equipa na frente do marcador quase desde o início da partida. Os primeiros minutos foram de grande intensidade, mas com muitas faltas e aos 6 minutos, já tinham sido registadas 6 faltas na soma das duas equipas. Os minutos iam passando e com eles, muitas oportunidades de parte a parte, com o Sporting a enviar a bola aos ferros da baliza defendida por André Sousa, com o guarda redes das águias a fazer também uma mão cheia de excelentes intervenções.

O minuto 14 trouxe novo golo do Sporting, com um grande trabalho de Merlim, a rematar cruzado, aparecendo Erick a desviar para o segundo golo da final. Aos 16 minutos, o Benfica chegou à quinta falta e, no mesmo minuto, faz dois golos. Aliás, do 2-1 para o 2-2, passaram apenas 18 segundos. Primeiro por Chishkala que com um pontapé forte que ainda desvia em Tomás Paçó faz o primeiro dos encarnados, e depois Rocha, a marcar com uma autêntica bomba, sem qualquer hipótese para Guitta. O Sporting ainda chegou à quinta falta antes do apito para o intervalo, mas não aconteceria mais nada na partida até a equipa de arbitragem mandar todos para os balneários.

Se o Sporting entrou praticamente a vencer na partida, o Benfica fez o mesmo na segunda parte, com um canto a encontrar Rocha completamente sozinho que cabeceou para a baliza leonina. A bola ainda bate na trave, mas acabou mesmo por entrar na baliza. O jogo acalmou um pouco em termos de futsal, mas nos bancos e dentro da quadra, os jogadores tinham e repetiam atitudes menos favoráveis ao espetáculo da Taça, uma vez que foram muitas as vezes ao longo da partida que os árbitros tiveram de acalmar os ânimos e distribuir amarelos, mas mesmo assim continuaram as picardias e situações que não trazem nada ao nosso futsal.

Voltando aos acontecimentos do jogo, aos 29 minutos Merlim voltava a fazer das suas, com um trabalho fenomenal, encontra Esteban que desvia para repor o empate no dérbi. Aos 32 minutos, o Benfica chega mais uma vez às cinco faltas, e desta vez, não foi inofensivo, uma vez que dois minutos depois, surge a 6ª falta e possibilidade para o Sporting para se colocar na frente do marcador, através da marca de 10 metros. Isso acabou por não acontecer, com Cardinal a ver o seu remate a ser travado por André Sousa, que acrescentava assim mais uma excelente defesa ao seu arsenal. Apesar disso, André Sousa não conseguiu evitar o golo da reviravolta por parte de Tomás Paçó, que consegue ganhar a frente a Rocha e responde à reposição de bola lateral com um remate colocado para fazer o 4-3 para os leões aos 35 minutos. A equipa do Benfica lançou Chishkala como guarda redes avançado, na tentativa de conseguir empatar novamente a partida, mas não teve sucesso. Até final, houve ainda espaço para mais momentos de picardias entre jogadores e também treinadores, resultando num cartão amarelo para Pulpis e na expulsão de um dos adjuntos de Nuno Dias. 

Para a história fica a conquista da 9ª Taça de Portugal por parte do Sporting, sendo que esta foi a 4ª consecutiva.

Fonte: Zona Técnica Futsal

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .