Futsal de Primeira

PR: Com melhor início de Série Ouro, Palmas mira chegar ao mata-mata pela 1ª vez

01 de abril de 2021 às 11:41:37


Técnico André Carrinho comemorou o bom desempenho da equipe nos dois primeiros jogos do estadual e diz que a competição deste ano será “a mais difícil dos últimos tempos”

A vitória sobre o Marreco e o empate com o Campo Mourão já resultam no melhor início de Série Ouro da história do Palmas.

O clube começou a disputar a elite do Campeonato Paranaense de Futsal em 2018, quando foi 9º colocado. Naquele ano, o time iniciou a temporada perdendo fora de casa para a Copagril e depois venceu o Cascavel. No ano seguinte, perdeu os dois primeiros jogos, para Cascavel e Foz Cataratas. Em 2020, perdeu para Campo Mourão e Foz.

De acordo com o técnico André Carrinho, o Palmas fez um investimento maior para essa temporada, apesar do objetivo principal ser a permanência.  O treinador diz que usou a mesma estratégia nos dois primeiros jogos e que não fará mudanças contra o Coronel, próximo adversário.  “A nossa equipe tenta jogar da mesma maneira contra todos os adversários. Não nos preparamos de forma diferente para jogar contra o Marreco e também não o faremos contra o Coronel”.

“A Série Ouro mais difícil dos últimos tempos”

O treinador diz que, além dos resultados, o comportamento da equipe dentro de quadra também agrada e faz com que a esperança de um voo alto neste campeonato seja alimentada. “O desempenho é muito bom, fazer quatro pontos contra equipes da Liga Nacional… E além dos resultados, jogamos muito bem, principalmente contra o Campo Mourão,  onde se fosse para ter um vencedor deveria ser o Palmas. Isso nos dá confiança para jogar essa edição da Série Ouro, que creio eu será a mais difícil dos últimos tempos, em razão dos clubes e da fórmula de disputa”.

Nas três edições em que disputou, o Palmas nunca chegou ao mata-mata. Em 2018, esteve perto. Figurou fora do G8 em apenas duas rodadas: na 1ª e na última. Para esse ano, a fórmula da competição possibilita um desafio e tanto. Afinal de contas, para se livrar de vez na 1ª  fase do rebaixamento é necessário terminar o turno entre os quatro primeiros. “A gente sabe que se ficarmos em 5º, ainda assim, não estaremos livres da queda”. 

O desempenho do Palmas na Série Ouro:

2018 – 9º

2019 – 11º

2020 – 12º

Novos protagonistas no futsal do Sudoeste?

Considerada, junto do Oeste, a principal região do estado em nível de futsal, o Sudoeste iniciou 2021 com indícios de um novo “domínio”. O Marreco – que junto do Pato até então protagonizavam a modalidade na região – perdeu seus dois compromissos. Na contramão, campeão da Copa do Brasil, o Dois Vizinhos confirma a ascenção e mantém 100% de aproveitamento. E ainda há o Palmas, com quatro pontos somados.

“É cedo para fazer uma projeção. Por conta das dívidas, acredito que uma queda de nível do Pato já era esperada, enquanto que o Dois Vizinhos, por vencer a Copa do Brasil, deve ter um crescimento. Mas essa situação pode ainda mudar num possível retorno das torcidas aos ginásios. O Pato e o Marreco são muito fortes dentro de suas casas”, argumenta André Carrinho.  

Fonte: Juliam Nazaré – Correio do Povo do Paraná

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .