Futsal de Primeira

PR: Em 15 anos, Marreco teve 13 técnicos e 4 presidentes

14 de novembro de 2022 às 08:42:30


O Marreco Futsal pode ser considerado um clube estável para os treinadores. Prova disso é que, ao longo de 15 anos, foram 17 mudanças no comando técnico. Nada mal para o cenário esportivo brasileiro, reconhecido por trocas constantes.

Em 2008, o beltronense Arno Ribeiro foi quem dirigiu a equipe no início da Série Prata. Depois, veio Rafael Octaviano, para selar a conquista da Segundona. No ano seguinte, três nomes estiveram à frente do time: Macir Baesso, o “Moa”, Glauber Pietro e Rafael Octaviano, na segunda passagem.

Rafael Octaviano teve duas passagens pelo Marreco, entre 2008 e 2009, com um título e vice da Série Prata. Foto: Arquivo Jornal de Beltrão.

De 2010 e a 2011, Nelsinho Bavier foi comandante. Ele retornaria ao cargo três anos depois, tornando-se o treinador com mais jogos da história do clube. Bavier só foi superado no primeiro semestre desta temporada, quando Fabinho Gomes chegou a 183 partidas dirigindo o Verde-preto.

O gaúcho Nelsinho Bavier marcou época no Arrudão com 182 jogos em duas passagens: 2010-11 e 2014-16. Foto: Arquivo Jornal de Beltrão.

Depois de passar pelo Beltrão Futsal, Fabinho voltou ao Sudoeste em 2013 e ficou no Marreco até meados da temporada seguinte. Entre 2016 e 2017, a segunda passagem. Ficou mais um ano, entre 2021 e 2022.

Recordista: entre idas e vindas, Fabinho Gomes tem 199 jogos comandando o Marreco. Foto: Arquivo Jornal de Beltrão.

Sérgio Lacerda, ídolo incontestável do futsal de Pato Branco, teve um trabalho tímido em Francisco Beltrão, em 2012, e foi substituído por Tuca Guimarães. Roberto Zacouteguy, técnico em 2013, faleceu dois anos depois, aos 56 anos.

Ídolo do Pato, Sérgio Lacerda passou pelo Marreco em 2012. Foto: Arquivo Jornal de Beltrão.

Também passaram pelo Arrudão: Eduardo Coelho, o “Baiano”, dono da melhor campanha da equipe na Liga Nacional (semifinal em 2017); Paulinho Gambier; Serginho Schiochet (campeão da Liga Paraná de 2019) e o atual, João Carlos Barbosa, o “Banana”.

Maior campeão paranaense, Baiano também conseguiu a melhor campanha do Marreco em Liga Nacional: a semifinal de 2017. Fotos: Arquivo Jornal de Beltrão.

Treinadores do Marreco

  • Arno Ribeiro (2008);
  • Rafael Octaviano (2008);
  • Moacir Baesso – Moa (2009);
  • Glauber Pietro (2009);
  • Rafael Octaviano (2009);
  • Nelsinho Bavier (2010-11);
  • Sérgio Lacerda (2012);
  • Tuca Guimarães (2012);
  • Roberto Zacouteguy* (2013);
  • Fabinho Gomes (2013-14);
  • Nelsinho Bavier (2014-16);
  • Fabinho Gomes (2016-17);
  • Eduardo Coelho – Baiano (2017-18);
  • Paulinho Gambier (2018-19);
  • Serginho Schiochet (2019-21);
  • Fabinho Gomes (2021-22);
  • João Carlos Barbosa – Banana (2022).

*Em memória.

 

Fonte: Juliam Nazaré - Jornal de Beltrão

 

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .