Futsal de Primeira

PR: Ex-goleiro, Nando fez história por Marreco e Pato

21 de maio de 2022 às 16:36:39


Vestir a camisa de dois rivais é uma dádiva reservada a poucos atletas – raros têm competência para ser unânimes, mais do que aceitos, em times opostos. Luiz Fernando da Rocha, o Nando, construiu boa parte da carreira de goleiro dessa forma. Antes de encerrar a carreira foi campeão da Série Bronze com o Coronel em 2018. No ano seguinte, foi para a Acel, numa época em que as duas torcidas viviam em pé de guerra. Na equipe de Chopinzinho faturou a Série Prata e se despediu das quadras em 2020. Antes disso, cravou o nome na história de Marreco, Pato e do Clássico das Penas. 

Natural de Clevelândia, Nando viveu o auge de sua trajetória no esporte no Sudoeste. A relação com os principais municípios da região começou antes da existência de Marreco e Pato Futsal existirem. Entre 2003 e 2004, atuou pelo Beltrão Futsal, alcançando dois terceiros lugares na Série Ouro. Jogou no Atlético Pato-branquense em 2007. 

Pelo Pato foram duas passagens. A primeira entre 2011 e 2013, com a conquista de uma Segundona. Chegou ao Marreco em 2015, venceu a Copa Chopinzinho da temporada seguinte e ficou até 2017, quando acertou a volta para o rival beltronense. No time presidido então por Sérgio Lavarda alcançou o título da Série Ouro. 

Nando presente em estreias na LNF 

Além das conquistas, Nando orgulha-se por ser personagem de momentos ímpares nas histórias de Marreco e Pato. Ele esteve nas estreias de ambos na Liga Nacional de Futsal (LNF): em quadra com os beltronenses no 0x0 com o Cascavel, em 2016, no Arrudão; no triunfo por 4×2 sobre a Intelli, em São Sebastião do Paraíso (MG), com o rival. 

Aos 40 anos, Nando reside e trabalha como advogado em Pato Branco e estará de olho no Clássico das Penas deste sábado. Apesar de ter perdido as contas de quantos derbys disputou, um lhe marcou: a vitória por 5×4 com o Pato, na Série Ouro de 2017, no alçapão adversário. Como atuou pelo time verde e preto nos anos em que o rival não estava na elite do Campeonato Paranaense, nunca disputou o Clássico pelo Marreco. 

“Os clubes se confundem com as histórias das cidades e da minha carreira. Foram os municípios que mais defendi. Me orgulho da rivalidade, do reconhecimento nacional que o Clássico das Penas alcançou. São torcidas de muita força.”

O Clássico hoje

Nando vê os times de Fabinho Gomes e Sérgio Lacerda com campanhas razoáveis. “Mas ainda está no começo da temporada. Não vejo favoritismo pra ninguém, talvez um pouco para o Pato, por jogar em casa, mas meu palpite é 2×2. Será um confronto aberto”, crava. Pato e Marreco jogam às 14h, no Ginásio Dolivar Lavarda. A transmissão por imagens é da NSports, produtora de streaming. No rádio, transmitem o confronto as seguintes emissoras: Anawin, Celinauta, Educadora, Itapuã e Onda Sul. 

Fonte: Juliam Nazaré – Jornal de Beltrão

 

Compartilhar notícia
Futsal de Primeira informa: .